RADIO IPB

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O Pastor e a oração

Por
Taciano Cassimiro

Aos 17 anos fui convidado para pregar em uma denominação muito conhecida no Brasil durante o período de carnaval. As mensagens em sua maioria relacionadas a oração, estudo da Bíblia e testemunho. Dias depois, fiquei sabendo que a igreja estava passando por um sério problema na liderança, e como consequencia os membros estavam feridos, tristes, e muitos pensando em mudar de denominação. Estava hospedado na casa do pastor quando próximo da meia-noite fui convidado a fazer um lanche antes de dormir. Enquanto o pastor preparava, conversava-mos e de repente começou a desabafar, e seu desabafo trazia revelações bombásticas, e a que mais me assustou foi ao ouvi-lo dizer - Nunca mais eu orei, faz muito tempo que eu não leio a Bíblia. Aquela revelação foi um choque, pois até o momento eu achava que todo pastor orava bastante, estudava bastante a Bíblia. Muita coisa eu precisava aprender sobre a vida pastoral e principalmente no que diz respeito a oração. Certo dia ouvi um pastor dizer que - não é preciso orar, pois o que há de ser será.
Desse dia em diante passei a levar mais a sério a oração (eu tinha por costume orar mais quando recebia convites pra pregar), cultivar uma vida de oração. E sei como é difícil viver em oração, mais é preciso orar e orar sem cessar, descobrir o valor e o sabor de uma vida de oração, orar por querer, por desejar está perto de Deus. Pois como disse o Padre Pio de Pietrelcina "A oração faz desaparecer a distância entre o homem e Deus." O Pastor precisa está perto de Deus, em comunhão com Deus, escutar Deus. Sendo assim, a vida do pastor necessariamente tem que ter as marcas da oração. Caso contrário, como disse Charles Spurgeon " Se os ministros não são dedicados à oração, são dignos de lástima e o seu povo digno de compaixão".
Infelizmente muitos estão nas condições da experiência citada. Muitos até estudam, mas não oram. Querem que Deus abençoe seus ministério, mas não querem buscar aquele que pode abençoar. Muitos tem tempo para jogar a famosa peladinha, ir ao cinema, ao clube, ao estadio de futebol ver a partida de seu time do coração, mas não conseguem dobrar os joelhos, investir tempo em oração, falar com Deus e escutar Deus. Se você não ora, embora Deus esteja sempre perto, você nunca conseguirá notar sua presença. Seu ministério poderá ter aparência de vida, ter nome do que vive, mas estará morto.

O nosso maior exemplo vem de Nosso Senhor Jesus Cristo que orou durante todo seu ministério, sua vida foi de verdadeira oração. Seu ministério teve as marcas da oração.

Não devemos seguir o exemplo de Jesus?

Nenhum comentário:

Postar um comentário