RADIO IPB

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Como saber da existência de Deus...


Em tempos de calor escaldante, temperaturas elevadas como é bom quando sentimos aquela brisa, aquele vento refrescante que deixa o ambiente no mínimo um pouco menos desconfortável. Realmente é algo que desejamos e que nos deixa felizes.
Agora pare e pense; você consegue olhar o vento? Consegue palpá-lo? O que te faz crer que ele existe? Eu sei que as respostas para essas perguntas estão na ponta da língua, que são; não conseguimos olhar o vento, não conseguimos palpá-lo, mas sentimos e isso nos faz crer e ainda vemos a ação dele (vento) nas coisas como, por exemplo, folhas das árvores.
Como ficamos confiantes e seguros quando conseguimos responder aos questionamentos fundamentados em algo concreto e solido, mas continuando tenho mais uma pergunta a fazer. Como você sabe que Deus existe? Você pode vê-lo? Palpá-lo? Senti-lo? Existe algo para você que fundamente sua certeza na existência e presença dele? A bíblia nos fornece informações valiosas que podem nos ajudar a responder essa questão.
1- Todas as pessoas têm uma intima intuição da existência de Deus e que ele é o criador. Isso está fundamentado na colocação do apostolo Paulo em Romanos 1:21, onde ele se refere aos gentios¹ descrentes (povo não judeus) dizendo que eles tinham “conhecimento de Deus” e mais ainda em Romanos 1:25 dizendo sobre os ímpios², “mudaram a verdade de Deus em mentira” e ainda mais em Romanos 1:19, quando ele diz, “Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.”
1- 2 A bíblia também cita as pessoas que negam essa “intuição”, percebam que ela não diz que essas pessoas não a possuem (intuição) e sim que eles negam em seus pensamentos, ações e palavras. São os “tolos” citados em Salmos 14:1 e Salmos 53:1
2- Existem provas claras encontradas nas escrituras e na natureza.
2-1 A bíblia sempre pressupõe que Deus existe, tanto é que no primeiro capitulo de Genesis a bíblia começa com uma ação de Deus, que foi criar os céus e a terra, em outra passagem vemos Deus se relacionando diretamente com o então menino Samuel (1 Samuel 1:3-4), vemos também a ação de Deus na humanidade através de Jesus Cristo (João 3:16). São inúmeras passagens onde a bíblia mostra em relatos históricos tanto a existência de Deus, quanto a interação direta com a criação.
2-2 Quando olhamos ao nosso redor (natureza) e vemos as coisas maravilhosas, detalhadas e complexas funcionando em sincronia espantosa, estamos na verdade vendo prova da existência e algumas características do autor / criador.
Em Rm 1:20 temos a seguinte mensagem, Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis, em Salmos 19:1 diz, OS céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.
Baseado nessas duas passagens bíblicas; deixo os seguintes dados importantes para reflexão.
- o eixo da terra esta inclinado em um perfeito angulo de 23 graus e não há nenhum erro permitindo assim a igual distribuição global dos raios solares fazendo possível existir a cadeia alimentar.
- a combinação de nitrogênio e oxigênio na atmosfera que respiramos todos os dias é exata para que a vida possa prosperar.
-a lua controla as mares, ou seja, como se fosse uma empregada que limpa os oceanos, onde ate as ondas da praia não quebram em vão. a maré arrasta as impurezas para o fundo do oceano.
Então, concluímos que Deus deixou dois livros abertos onde ele se revela para a humanidade, ou seja, a criação e a bíblia. Sobre a criação isso nos inclui e tratando disso, no livro de Genesis 1:26-27 onde o Senhor diz que nos criou conforme sua imagem e semelhança, seres complexos, dotados de inteligência, emoções, atitudes, posição critica. Você já parou e pensou sobre isso? (assunto para texto futuro).
O segundo livro e mais importante “A bíblia” é a maior e mais rica fonte de informações sobre Deus (ate porque veio dele, homens inspirados por Deus escreveram a bíblia) gerando conhecimento verdadeiro e completo provocando relacionamento correto com ele. Nele conhecemos os atributos de Deus, suas vontades, seus princípios, suas ações.

Referencias..
Gentios¹ - são todas as pessoas que não são do povo judeu. Eu sou um gentio e provavelmente você também seja. Qualquer pessoa que não seja um judeu se enquadra como sendo parte do povo gentio. Na Bíblia o povo não-judeu é designado pelo nome de gentios.
Quando Paulo diz, por exemplo: “A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo” (Ef 3. 8), ele está querendo dizer que foi dada a ele a graça de levar a palavra de Deus aos gentios, ou seja, aos que não são judeus
Ímpio² - segundo a bíblia significa impiedoso: in de "não" e pio de " piedoso" Pode se referir a pessoas que não vivem baseadas no perdão, que é o caso dos que aceitam a Jesus e crêem em sua salvação pela piedade de Cristo.
Teologia sistemática; Wayne Grudem

Nenhum comentário:

Postar um comentário