RADIO IPB

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Bancada do PSD na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro é dominada por evangélicos


Bancada do PSD na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro é dominada por evangélicos

O Partido Social Democrático (PSD), fundado recentemente por Gilberto Kassab, foi definido por seu idealizador como não sendo direita, esquerda ou centro, porém já começa a consolidar um forte perfil conservador e com considerável vínculo religioso. Dos 13 integrantes do partido na Assembleia Legislativa do Rio, cinco são ligados a igrejas protestantes, e uma é missionária católica.
Estão entre os deputados religiosos do PSD Samuel Malafaia (ex-PR), irmão do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e a missionária católica Myrian Rios (ex-PDT), que provocou a ira dos homossexuais, em 2011, ao declarar que não contrataria empregados gays em sua casa. Rios participou também da campanha “Todos contra o sexo anal”.
Malafaia, que antes era membro do PR, partido liderado por Antony Garotinho, afirmou que sua mudança para o partido “foi uma bênção, mas não tem a ver com religião” ele afirmou ainda que estava insatisfeito com a liderança de Garotinho. “Encontramos ar novo no PSD”, explicou.
De acordo como Estadão o partido tem também em sua bancada o deputado Fábio Silva (ex-PR), filho do empresário Francisco Silva, da Congregação Cristã do Brasil, e dono de uma das maiores rádios gospel do País. Marcos Soares (ex-PDT), filho do pastor R. R. Soares, missionário da Igreja Internacional da Graça, também faz parte do grupo de religiosos que integra o partido.
Porém os membros do partido buscam deixar claro que o PSD não é exclusivamente formado por cristãos: “Um grupo no nosso partido vai defender os homossexuais. O PSD está disposto a conviver com ideias diferentes”, afirmou o deputado Samuel Malafaia.
A deputada Graça Pereira, da Igreja Presbiteriana, que trocou o DEM pelo PSD, corrobora com a afirmação de Malafaia: “Não houve movimentação por conta de sermos religiosos”, disse a deputada, que afirmou que o ajuntamento de políticos em torno na nova legenda se deu por insatisfação com os partidos antigos.
Além dos 13 deputados, o partido conta agora também com o suplente Hélcio Ângelo (ex-PSDB), também evangélico, que assumiu a vaga do deputado Comte Bittencourt (PPS).
Além dos políticos do PSD o estado tem outros oito parlamentares evangélicos, espalhados por PMDB, PR, PRB e PMN. E os católicos são representados, além de Myrian Rios, por outros dois deputados, um do PMDB e outro do PS.

Obs. Espero que sejam sinceros e verdadeiros homens de Deus e que não se contamine com os demais políticos.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário