RADIO IPB

quinta-feira, 15 de março de 2012

Campanha cristã de prevenção de suicídios ajuda vítimas do terremoto no Japão; tragédia completa um ano

Campanha cristã de prevenção de suicídios ajuda vítimas do terremoto no Japão; tragédia completa um ano
O aniversário do terremoto que atingiu a província japonesa de Fukushima, em 2011,  coincide com o mês que possui a mais alta taxa de suicídio do Japão, o mês de março. A entidade cristã japonesa Campus Crusade for Christ está liderando uma campanha de prevenção do suicídio para ajudar as vítimas que perderam suas esperanças.
A campanha está centrada em uma ferramenta chamada Passeio de Risco, criada através de uma revista em estilo “mangá”, que é popular na sociedade japonesa.
“Além de sofrer um dos maiores terremotos da história, o Japão se debate com uma das maiores taxas de suicídio do mundo. Há um sentido definido de desesperança em todo o país “, diz Andy Meeko, membro da entidade cristã e autor da revista Passeio de Risco.
Andy diz que a revista “Passeio de Risco é uma poderosa história de fé e redenção que vai incentivar um caminho para a recuperação, propósito e esperança revivida para os sobreviventes reconstruírem suas vidas”.
Passeio de risco conta a história de um jovem que está pensando em suicídio. No final da revista os leitores são encorajados a ver o “Projeto Filme de Jesus: Meu Último Dia”, um filme em estilo de anime de nove minutos que descreve a crucificação de Cristo a partir da perspectiva do ladrão na cruz.
A campanha Passeio de Risco está usando uma rede de pastores e líderes cristãos em toda a área do desastre do Japão. Meeko já treinou mais de 1.100 trabalhadores no ensino cristão para vítimas de desastres e agora está em processo de treiná-los para usar a revista Passeio de Risco na prevenção do suicídio dessas vítimas.
A entidade cristã Campus Crusade for Christ espera distribuir 50.000 exemplares de Passeio de Risco através de pastores treinados por Meeko, autor da revista, esperando assim confortar as vítimas do terremoto em Fukushima.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário