RADIO IPB

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O Evangelho Degenerado


Não faz muito tempo que fui a uma denominação da igreja onde fui criado. Presenciei coisas estranhas, como movimentos ridículos, danças macabras, e profetisas que gostam de ameaçar as pessoas caso não acreditemos que suas palavras vêm de Deus.

Algumas pessoas parecem estar fora de si, e “profetizam” a respeito de supostos problemas dentro da igreja. As músicas de vitória enchem o templo enquanto pessoas vibram com a mensagem de prosperidade.

Depois, quando observamos os fatos ficamos decepcionados. Profecias que não se cumprem, problemas que pessoas específicas não estão enfrentando, apesar de citadas em um culto público, e dificuldades entre aqueles que supostamente, por causa de sua fé, deveriam ser prósperos.

O curioso é que apesar das evidências da falsidade de certos profetas, eles continuam sendo vistos como portadores quase que infalíveis da palavra de Deus. Sobem ao púlpito e fazem orações fervorosas, mas não abrem a Bíblia para trazer uma mensagem de conforto. São portadores de uma mensagem mesclada de verdade e mentira, o que a torna ainda mais perigosa.

O fato é que o cristianismo tem se degenerado, e o evangelho da cruz não atrai mais as pessoas, o que é muito natural, pois o evangelho de Cristo não prioriza as recompensas terrenas, mas uma vida árdua sobre a terra.

O problema é mais complicado porque as igrejas, no intuito de atrair as pessoas, ensinam esse evangelho degenerado, enganando pessoas que estão dentro dela e dando motivos de sobra para serem criticados pelos que estão de fora dela.

Paulo escreveu que não sentia vergonha do evangelho, mas duvido que ele aprovasse essa mensagem e essas atitudes estranhas que hoje muitos chamam de cristãs!




A Igreja Corrompida


Tenho percebido que algumas denominações cristãs estão se afastando cada vez mais do cristianismo autêntico. A investigação cuidadosa das Escrituras tem sido substituída pelas emoções e por um misticismo danoso a espiritualidade da igreja.

A igreja está muito longe de ser a mesma dos tempos apostólicos. Ela se corrompeu, e isso é um fato. Hoje os líderes religiosos estão mais preocupados em atrair os ouvintes com promessas de prosperidade, cura e fortes emoções do que ensinar as grandes doutrinas da Bíblia.

É um evangelho de palha, fácil de queimar, o que é oferecido hoje aos ouvintes de muitas igrejas que se corrompem a uma velocidade assustadora. Tenho dificuldades para lembrar quando foi a última vez que escutei um sermão sobre a Segunda Vinda de Cristo. As grandes verdades das Escrituras estão sendo substituídas por promessas temporais, que trazem algum benefício imediato, mas estão longe de suprir as reais necessidades do coração humano.


Autor: Oseas de G. Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário