RADIO IPB

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

ESCOLHIDOS E CHAMADOS POR DEUS PARA LOUVOR E GLÓRIA DE SEU NOME




II Pedro 1:3-15

Introdução

A segunda carta de Pedro foi escrita a cristãos que estavam enfrentando as ameaças de heresias que eram introduzidas por falsos mestres. Assim Pedro pede a estes cristãos que permaneçam firmes na vida cristã, mantendo uma vida de fé pura em Cristo.

Um dos grandes desafios que temos em nosso relacionamento com Deus é o permanecermos firmes e constantes em servi-lo, mesmo em meio às dificuldades.
Nos versos que lemos no capitulo 1:3-15, observamos que Pedro sabia que sua morte se aproximava, pois Cristo lhe havia revelado isso. Mesmo ciente disso, Pedro permanece fiel, procurando cumprir a sua missão de ajudar os seus irmãos em Cristo.

Assim, Pedro escreve nestes versos para os irmãos pedindo que se lembrem de algumas coisas que os ajudariam a ficar firmes em Cristo(V.12-13). Também faz questão de lembrar-lhes deviam se apegar a lembrança de que Deus os havia chamado e escolhidos (v.10). Pedro também lhes lembra que em Cristo, eles teriam tudo que é necessário para permanecerem firmes e fieis em cumprir o que Deu havia estabelecido para eles (v.3).

Vejamos então as principais lições para nossas vidas que podem ser tiradas destes versos:

Em Cristo, temos tudo que precisamos para ser vencedores. V.3

Se as lutas são grandes, não desanime. Se as montanhas são altas demais, creia que Deus pode lhe dar as ferramentas para superá-las. Se os vales são escuros e tenebrosos, o Senhor é a nossa luz. Portanto, fique firme. Deus sempre esta conosco. Alguem já disse: "Quando eu acordar, o Senhor estará comigo. E se eu não acordar, eu estarei com Ele".

No verso 3, aprendemos que Cristo esta sempre conosco providenciando tudo que necessitamos para viver uma vida que agrada a Ele. Assim, podemos vencer todas as circunstâncias difíceis, o pecado, e as nossas próprias fraquezas e limites quando estamos em Cristo.

Pedro nos mostra no verso 3, que na medida em que conhecemos ao Senhor, passamos a ser mais envolvidos pela sua glória e bondade. Nesse aspecto passamos a ser mais semelhantes a Deus. Passamos a refletir mais sua luz.

Assim meu irmão, não desanime. Em Cristo tudo já foi providenciado. Venha e participe do grande banquete que Deus já nos preparou.

Lembra-se da parábola do grande banquete. Os convidados foram chamados e o Senhor que tudo já estava preparado. Descanse e venha com tranquilidade para participar do grande banquete de celebração da sua vitória em Cristo que já foi preparada bem antes.


Em Cristo, temos as características de um vencedor. V.4, 8, 9

No verso 4, Pedro declara que Cristo tem nos dado maravilhosos e preciosos dons que prometeu. São estes dons que nos capacitam a sermos vitoriosos sobre o pecado.
É por meio de Cristo, que adquirimos as características de um vencedor. Vejamos estas características:



· V.5. A bondade. Que nos faz ser pessoas que promovem o bem para o próximo.

· V.5. O conhecimento de Deus. Que nos faz ser mais íntimos dEle. Conhecimento que nos ajuda a termos uma vida de mais equilíbrio.

· V.6. O domínio próprio. Que nos ensina a ter controle em situações de pressão e dificuldade.

· V.6. A perseverança. Que nos transforma em pessoas constantes e firmes em terminar tudo que começamos.

· V.7. A devoção. Que nos leva sermos mais dedicados e consagrados ao Senhor.

· V.8. A amizade. Que nos leva a termos mais comunhão com nossos irmãos.

· V. 8. O amor. Que é o sentimento mais importante na vida do Cristão, no serviço ao Senhor e a Igreja.

Mas porque precisamos destas qualidades? Nos versos 8 e 9 Pedro nos responde isso ao dizer que quando temos estas qualidades seremos cada vez mais ativos na obra do Senhor, produzindo cada vez mais frutos. Pedro ainda diz que quando não cultivamos estas qualidades somos como cegos, que não sabem para onde estão indo, e assim encontram-se perdidos.
Li há pouco tempo, a respeito da bananeira. É quase indestrutível. Você pode picá-la em pedacinhos, mas vai continuar crescendo. Pode queimá-la, mas vai continuar crescendo. Há apenas uma maneira de acabar com a bananeira: arrancando suas raízes. As raízes são a chave do fruto. (Rick Warren, em "Poder Para Ser Vitorioso", Pág. 188 – Ed Vida).
A bondade, o conhecimento de Deus, o domínio próprio, a perseverança, a devoção, a amizade, o amor são algumas das raízes que necessitamos para não sermos abatidos na vida espiritual.

Em Cristo, esta firmada nossa chamada e escolha. V.10

Pedro lembra aos irmãos que procurem ficar cada vez mais firmes na convicção de que foram chamados e escolhidos por Deus. Fazendo isso, jamais abandonariam a fé.

O que Pedro nos ensina aqui é importante. Precisamos aprender a nos apegar as promessas de Deus quando estamos enfrentamos lutas espirituais.
Precisamos aprender a pensar mais nestas promessas quando passamos por tribulações.
Há pessoas que enchem seus corações com dúvidas e conflitos terríveis nestas horas. Pedro aqui nos ensina a ficar firmes na promessa de que fomos chamados e escolhidos.

Conclusão

Pedro finaliza suas palavras, relembrando a seus irmãos, nos versos 12-15, que enquanto vivesse viveria para servir ao Senhor, procurando lembrar a todos de tudo aquilo que havia aprendido com Cristo.
Pedro nos ensina que todos nós vivemos para um grande proposito. Nosso propósito é o de servir a Cristo. Não percamos mais tempo com coisinhas supérfluas que nos afastam de Deus e de sua glória. Vivamos para servir. Tenhamos o cuidado de não cair na cilada da frieza espiritual como muitos tem caído neste últimos dias, deixando que o primeiro amor morra em seus corações.
Sigamos firmes e constantes, confiando nas promessas do Senhor.

 Pr Josias moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário