RADIO IPB

terça-feira, 17 de maio de 2011

A doutrina da perseverança dos santos

Uma vez salvo, salvo para sempre. Salvação não se perde, uma vez recebida. A garantia da salvação é dada por Deus, com base na obra da expiação feita por Cristo em nosso favor e na poderosa aplicação dela no nosso coração pelo Espírito Santo. Quais são os fundamentos da doutrina da perseverança dos santos?

1. A eterna eleição divina

A Bíblia diz que Deus nos escolheu em Cristo antes dos tempos eternos. Não fomos nós quem escolhemos a Deus, mas ele quem nos escolheu. Ele nos amou primeiro. Sua escolha é soberana, livre e incondicional. Deus não nos escolheu por causa da nossa fé, mas para a fé. Ele não nos escolheu por causa da nossa santidade, mas para a santificação. Ele não nos escolheu por causa das nossas boas obras, mas para as boas obras. Ele não nos escolheu por causa da nossa obediência, mas para a obediência.

2. O chamado eficaz de Deus

A todos quantos Deus elege, ele chama e chama eficazmente. Toda ovelha de Cristo ouve a sua voz e o segue. Todo aquele que o Pai dá a Jesus, esse vem a ele. É a bondade de Deus que nos conduz ao arrependimento. A fé salvadora é dom de Deus. É o próprio Deus quem abre o nosso coração para crermos em Cristo. Somos gerados pela divina semente e nascidos de cima, do alto, de Deus, do Espírito.

3. A justificação pelo sangue de Cristo

Quando depositamos nossa confiança em Cristo, somos declarados justos aos olhos de Deus. A justificação é um ato legal e forense. Somos declarados justos junto ao tribunal de Deus em virtude do sacrificio perfeito e eficaz de Cristo em nosso lugar e em nosso favor. Cristo morreu a nossa morte. Ele levou sobre si o nosso pecado. Ele rasgou o escrito de dívida que era contra nós. Agora já nenhuma condenação há mais para aqueles que estão em Cristo Jesus. Estamos quites com as demandas da lei, visto que a condenação que devia cair sobre nós foi lançada sobre Jesus na cruz e a plena justiça de Cristo foi depositada em nosso favor.

4. O selo do Espírito Santo em nós

Quando cremos no Senhor Jesus somos regenerados pelo Espírito e selados por ele como propriedade exclusiva de Deus. Tornamo-nos habitação de Deus, templos do Espírito Santo. Ninguém pode violar essa propriedade que Deus comprou com o sangue do seu Filho. Ninguém pode nos arrancar das mãos daquele que deu sua vida por nós. Estamos seguros em Deus. Ele é a nossa cidade refúgio.

5. A intercessão permanente de Cristo em nosso favor

Temos dois intercessores na Trindade: O Espírito Santo intercede em nós e Cristo intercede por nós junto ao trono da graça. O primeiro é o intercessor existencial, o segundo é o intercessor legal. Ele pode nos salvar totalmente porque morreu por nós, ressuscitou para a nossa justificação e está à destra de Deus Pai intercedendo em nosso favor. Ele é o nosso grande Sumo Sacerdote.

Estes argumentos supra mencionados provam-nos de forma incontestável que a segurança da nossa salvação fundamenta-se em quem Deus é e no que ele fez por nós e não no que fazemos para ele. Tudo provém de Deus e a glória deve ser tributada só a ele.

Rev. Hernandes Dias Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário