RADIO IPB

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Vocação Eficaz.




Todos aqueles que Deus predestinou para a vida, e só esses, é ele servido, no tempo por ele determinado e aceito, chamar eficazmente pela sua palavra e pelo seu Espírito, tirando-os por Jesus Cristo daquele estado de pecado e morte em que estão por natureza, e transpondo-os para a graça e salvação. Isto ele o faz, iluminando os seus entendimentos espiritualmente a fim de compreenderem as coisas de Deus para a salvação, tirando-lhes os seus corações de pedra e dando lhes corações de carne, renovando as suas vontades e determinando-as pela sua onipotência para aquilo que é bom e atraindo-os eficazmente a Jesus Cristo, mas de maneira que eles vêm mui livremente, sendo para isso dispostos pela sua graça."
Introdução: A nossa Confissão passa agora a afirmar uma das grandes doutrinas presbiterianas, conhecida como a Vocação eficaz. Esta doutrina tem sido negligenciada em muitos púlpitos modernos em nossas Igrejas, e precisamos trazê-la mais uma vez para o nosso bojo teológico.
O que esta doutrina significa para cada um de nós? Esta é uma grande pergunta que precisa ser considerada. Ela significa que toda a obra da salvação está vinculada a ação de Deus na vida do pecador. Deus soberanamente decide atrair para si os seus eleitos por meio da ação amorosa e soberana do seu Espírito Santo. É diante desta doutrina que nos encontramos no presente momento. Então, o que podemos de fato aprender sobre isso nesta manhã?

I – APRENDEMOS QUE A VOCAÇÃO EFICAZ É DESTINADA SOMENTE AOS PREDESTINADOS.Isso nos diz que apenas aqueles a quem o Pai desde toda a eternidade escolheu para encontrar a vida em Cristo. Daqui temos duas grandes verdades:
1. Que essa vocação ocorre no tempo devido de Deus: O criador do universo decidiu o mês, ano e tempo no qual ele chamaria os seus eleitos no tempo para encontrar vida.
2. Que esse chamado, na vida do eleito, é sempre eficaz no tempo estabelecido por Deus.
Mas, antes de tudo isso ocorrer se percebe, segundo nossa Confissão de Fé, que tal vocação ou chamado ocorre após a predestinação. Isso fica claro na passagens que vemos nas Escrituras; destacamos algumas delas:
Romanos 8.30 – o que está envolvido aqui?
a. Está envolvido uma perspectiva escatológica: Ou seja, Deus nos predestinou e nos chamou e o fim último – que é a glorificação – é contemplada neste texto como algo já acontecido; ou seja, apenas os que foram eleitos e chamados têm a esperança escatológica de que já estão glorificados em Cristo.
b. Também está envolvido uma realidade já consumada: Pois, os que foram conhecidos e predestinados são contemplados como chamados – o já e o ainda-não da salvação sendo vivenciado pela Igreja de Cristo, está presente na perspectiva soteriológica de Paulo.
Aprendemos , por várias passagens das Escrituras, que a salvação torna-se real na vida daqueles são chamados. Romanos 11.7 nos ensina que vida salvadora é possível por causa da eleição de Deus.
Também vemos que a eficácia do chamado eficaz tem como base a vontade predestinadora de Deus conforme aprendemos em Efésios 1.10,11.

II –APRENDEMOS QUE A VOCAÇÃO EFICAZ ACONTECE PELA UNIDADE ENTRE O ESPÍRITO E A PALAVRA.
Há algumas pessoas que defendem uma regeneração (sinônimo de vocação eficaz segundo a nossa Confissão de Fé) que pode acontecer sem a instrumentalidade da Palavra –e essa perspectiva é chamada de regeneração imediata – onde apenas o Espírito Santo opera tal ação vivificadora. Essa foi a posição de Zwínglio o grande reformador de Zurique, mas tal concepção ignora a relação existente entre a Palavra de Deus (tanto pregada quanto manifestada de forma visível pelos sacramentos) e o Espírito Santo; e ainda, tal visão está longe do ensino claro das Escrituras. O que a nossa Confissão afirma é que tal vocação deve acontecer pelo Espírito e pela Proclamação da Palavra. O que isso implica para nós?
1. Implica que não existe vocação sem a Palavra escrita e pregada de Deus.
2. E que o Espírito nunca opera sem a Palavra e nem contra a Palavra.
A harmonia entre o Espírito e a Palavra deve ser preservada dentro da Igreja, por isso, não há nada mais perigoso para a Igreja do que uma pneumatologia que ignora a Palavra de Deus. Veja essa unidade em dois textos fundamentais:
2 Tessalonicenses. 2.13,14 “Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelos Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, para o que também voschamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo”. Perceberam a relação existente entre a santificação do Espírito e o chamado feito pela Palavra de Deus - chamada aqui de evangelho.
O segundo texto é Romanos 10.17 : “E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação pela Palavra de Cristo”. Perceberam que há uma relação entre a fé e a pregação? A primeira só é gerada por causa da Segunda.

III – APRENDEMOS QUE CRISTO É O MEIO EFICAZ DA AÇÃO DA PALAVRA E DO ESPÍRITO PARA A CONCRETIZAÇÃO DA SALVAÇÃO.
A nossa Confissão nos ensina que Cristo nos chama pela obra do Espírito e da Palavra nos seguintes termos:

1. Somos salvos do estado de Pecado morte no qual por natureza nos encontramos – isso é chamado de regeneração (Ef.2.1-5).
2. A autêntica vida espiritual tem a sua base na Pessoa de Cristo. (Rm.8.1-2).
3. A vida que encotramos em Cristo é manifestada na vocação eficaz e no poder do Evangelho que revela a justiça de Deus.( 2 Tm. 1.9,10; Rm.1.16-17).

IV – APRENDEMOS COMO ESSA VOCAÇÃO É OPERADA NO HOMEM.
Como é operada tal vocação eficaz na vida do homem? Como o homem é chamado eficazmente para Cristo?
Ela operada da seguinte forma:

1. Mediante a iluminação da mente e do coração mediante a obra do Espírito Santo e da Pregação: A Escritura nos ensina que a vocação é operada na vida do homem por meio da obra iluminadora do Espírito Santo. Paulo diante de Agripa coloca-nos exatamente este ensino de forma cristalina em Atos 26.18; Ef.1.17-18 somos informados que os olhos do coração do homem é iluminado pela atividade do Espírito Santo.
2. O Remover do Coração de Pedra: Essa vocação torna-se uma realidade na vida do homem quando Deus, soberanamente, remove o coração de Pedra dos pecadores e coloca um coração sensível ao seu Espírito (Ez.36.26)
Surge-nos uma pergunta: Qual é o propósito disso tudo? Podemos oferecer duas respostas singulares a essa questão.
a. Humilhá-los por sua incapacidade: A doutrina da vocação eficaz mostra a incapacidade do homem de se mover sozinho para a vida; e mostra, que o homem não pode se auto-vivificar.
b. Para indicar a plena manifestação da graça na vida dos eleitos: A graça da salvação é mostrada aos eleitos de forma muito clara. Pois, Deus fez de tudo para trazê-los à fé em Cristo Jesus.

V – APRENDEMOS QUE A VOCAÇÃO EFICAZ NÃO ELIMINA A VONTADE DO HOMEM.
Se a vocação eficaz opera tudo isso. Então, ela elimina a vontade do homem? Será que haverá pessoas salvas de forma forçada? A resposta é não. Aprendemos em nossa Confissão que a vontade do homem é:
1. Renovada a querer o bem salvador: É exatamente isso que aprendemos no texto de Fp.2.13, Deus opera em nossa vontade para querermos o que é bom e agradável aos seus olhos, ou seja, a nossa vontade é renovada por Deus.
2. Determinada e ordenada a fazer o que é bom: Dois texto nos mostram isso de forma clara. Em Dt. 30.6 – Deus determina o povo que escolham a vida! – e o outro texto que temos em Ez.36.27 a vontade do homem é ordenada a cumprir os decretos de Deus.
3. É atraída para Cristo: Somos iluminados e atraídos segundo a eficácia do poder de Deus em Efésios 1.18-19; e Deus é autor dessa atração somos arrastados a Cristo por meio de Deus, isso é muito claro em João 6.44,45.
4. Mas são livremente achegados a graça de Deus; ou seja eles vêm livre até a graça de Deus revelada em Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário